Qual o preço de uma parede em drywall?

twohirds][five_twelfths]_t

IMG_0872

[/five_twelfths][seven_twelfths_last]

[title]

Parede

[/title]

A parede drywall é constituída por uma estrutura de perfis de aço galvanizado na qual são parafusadas, em ambos os lados, chapas de gesso para drywall.

A forma de montagem e os componentes utilizados permitem que a parede seja configurada para atender a diferentes níveis de desempenho, de acordo com as exigências ou necessidades de cada ambiente em termos mecânicos, acústicos, térmicos e de comportamento frente ao fogo.

Para isso, deve-se especificar:

  • a espessura dos perfis estruturais (48, 70 ou 90 mm);

  • o espaçamento entre os perfis verticais ou montantes (400 ou 600 mm, em paredes retas; em paredes curvas, o espaçamento é menor, variando em função do raio de curvatura);

  • se a estrutura é com montantes simples ou duplos e se estes são ligados ou separados;
    o tipo de chapa (Standard = ST; Resistente à Umidade = RU; ou Resistente ao Fogo = RF),

  • a quantidade de chapas fixadas de cada lado (uma, duas ou três); e

  • o uso ou não de lã mineral ou de vidro no interior da parede.


 

[/seven_twelfths_last][/two_thirds][one_third_last][title]

Fale com um de nossos Atendentes

[/title]

Escritório: Rua Engenheiro João Bley Filho, 1139 - Pinheirinho - Curitiba - PR.

Fone: (41) 3265-3394 | TIM (41) 9810-1116 | VIVO (41) 9122-7423

 

E-mail: alessandra@atuancedecore.com.br

Entre em contato com um de nossos atendentes e tire todas suas dúvidas sobre Acabamento em Drywall Curitiba, será um prazer lhe atender.

[button url="https://www.atuancedecore.com.br/contato/" size="medium"]Formulário para Contato[/button]
[/one_third_last]

 

[one_fourth][title]Atuance Decore[/title]

Acabamento em Drywall Curitiba, Forros removíveis, cimentícia, parede em Drywall, forro em Drywall, divisória Naval, persianas, cortinas, projetos de móveis, projeto de Interiores, projeto em 3D, iluminação, sancas, Drywall , persiana vertical, persiana horizontal, persiana romana, cortina romana, cortina sob medida,..

Se você procura soluções criativas, inovadoras e elegantes para o seu espaço, independente do tamanho.

Oferecemos produtos para construção civil e projetos de interiores.

Através de parcerias com fabricantes nacionais e multinacionais, a Atuance Decore disponibiliza, para a região, produtos da mais alta tecnologia e qualidade.

No intuito de atender às necessidades do consumidor.

[/one_fourth][one_half][title]Galeria de Fotos[/title][galleries columns="4" number="40"][/one_half][one_fourth_last][title]Decoração de Interiores[/title]

Atuance Decore é especializada em decoração de interiores, um projeto personalizado e planejado por um profissional, além de se adequar ao estilo de vida do cliente, otimiza sua construção na assessoria, na escolha dos materiais  e no acompanhamento da obra.

Entre em contato, para nós sempre será um prazer lhe atender e contribuir com a elegância e sofisticação de seu projeto.

[title]As Melhores Marcas[/title]

marcas-site

[/one_fourth_last]

 

Orçamento Dry Wall em Curitiba

 

 

twohirds][five_twelfths]_t

quarto-renata

[/five_twelfths][seven_twelfths_last]

[title]

Acabamento em Drywall Curitiba

[/title]

Peça orçamento de dry wall em Curitiba on-line. Serviço totalmente gratuito e sem compromisso. Você terá  orçamentos de dry wall em Curitiba dos profissionais para execução.

O Drywall é um mineral aglomerante produzido a partir do aquecimento da gipsita, um mineral abundante na natureza, e posterior redução a pó da mesma. É composto principalmente por sulfato de cálcio hidratado e pelo hemidrato obtido pela calcinação desse. Ao umedecer o gesso com cerca de um terço de seu peso em água, forma-se uma massa plástica que sofre expansão e endurece em cerca de dez minutos.

Orçamento de Drywall  na arquitetura de interiores tem função decorativa com molduras, frisos, florões, sancas, cimalhas, iluminação embutida, revestimentos de colunas, frentes de lareira , captéis, além de perfis e bordas de janelas e portas e rebaixamento de teto, aí não só pela sua função estética, mas também, muitas vezes, pela necessidade de se esconder vigas e tubulações hidro sanitárias aparente no teto.

Fazemos orçamento de drywall e outros materiais sem compromisso , atendemos Curitiba e Santa Catarina .






[/seven_twelfths_last][/two_thirds][one_third_last][title]

Fale com um de nossos Atendentes

[/title]

Escritório: Rua Engenheiro João Bley Filho, 1139 - Pinheirinho - Curitiba - PR.

Fone: (41) 3265-3394 | TIM (41) 9810-1116 | VIVO (41) 9122-7423

 

E-mail: alessandra@atuancedecore.com.br

Entre em contato com um de nossos atendentes e tire todas suas dúvidas sobre Acabamento em Drywall Curitiba, será um prazer lhe atender.

[button url="https://www.atuancedecore.com.br/contato/" size="medium"]Formulário para Contato[/button]
[/one_third_last]

 

[one_fourth][title]Atuance Decore[/title]

Acabamento em Drywall Curitiba, Forros removíveis, cimentícia, parede em Drywall, forro em Drywall, divisória Naval, persianas, cortinas, projetos de móveis, projeto de Interiores, projeto em 3D, iluminação, sancas, Drywall , persiana vertical, persiana horizontal, persiana romana, cortina romana, cortina sob medida,..

Se você procura soluções criativas, inovadoras e elegantes para o seu espaço, independente do tamanho.

Oferecemos produtos para construção civil e projetos de interiores.

Através de parcerias com fabricantes nacionais e multinacionais, a Atuance Decore disponibiliza, para a região, produtos da mais alta tecnologia e qualidade.

No intuito de atender às necessidades do consumidor.

[/one_fourth][one_half][title]Galeria de Fotos[/title][galleries columns="4" number="40"][/one_half][one_fourth_last][title]Decoração de Interiores[/title]

Atuance Decore é especializada em decoração de interiores, um projeto personalizado e planejado por um profissional, além de se adequar ao estilo de vida do cliente, otimiza sua construção na assessoria, na escolha dos materiais  e no acompanhamento da obra.

Entre em contato, para nós sempre será um prazer lhe atender e contribuir com a elegância e sofisticação de seu projeto.

[title]As Melhores Marcas[/title]

marcas-site

[/one_fourth_last]

Sistema Drywall em Curitiba : mercado Imobiliário

O mercado da construção civil e o mercado imobiliário no brasil passa por profundas transformações em diversos aspectos.

Muitas destas transformações no mercado imobiliário  são de ordem técnica ou administrativa e são estimuladas pelo ambiente competitivo, ou seja da relação dos atores com seus concorrentes e clientes.

No mercado imobiliário podemos destacar os seguintes itens como os que melhor caracterizam o cenário atual :

  • Alta competitividade no mercado imobiliário : necessidade de buscar diferenciais competitivos para sobreviver ou ampliar o mercado imobiliário .

  • Importância no mercado imobiliário de se atuar na relação preço x qualidade : oferecer mais qualidade pelo mesmo preço da concorrência ou menor preço pela mesma qualidade oferecida  pelo concorrente.

  • Trabalhar com as margens no limite possível : margens apertadas em cenário  de riscos elevados.


Neste cenário , âmbito da produção , o processo de decisão é na maioria das vezes norteado para a busca de alternativas

que visem :

  • Aumentar a produtividade , diminuir desperdícios , melhorar a qualidade e reduzir custos;

  • Fazer melhor , com qualidade , produzir de forma racional,buscar inovação : ser competitivo.

  • Retirar processos de trabalho do canteiro,introduzindo a industrialização.

  • Produzir em ambientes mais adequados .


Um sistema construtivo para o mercado imobiliário  flexível de paredes, forros e revestimentos, que a cada dia ganha mais espaço no setor de construção civil e de decoração, o drywall possibilita a criação de soluções e obtenção de formas que seriam de difícil execução com os métodos convencionais de alvenaria e marcenaria. Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall, em 2009, o consumo anual do produto no Brasil alcançou a marca de 26 milhões de metros quadrados. Nos seis primeiros meses de 2010, foram consumidas 14,6 milhões de metros quadrados de chapas, o que representa uma expansão de 35,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

O mercado imobiliário brasileiro passou por um verdadeiro bom nos últimos anos. Os preços dispararam com o aumento do nível de emprego, da renda e do acesso ao crédito no País. Quem está interessado em investir em imóveis tem cinco opções principais: imóveis residenciais na planta, residências usadas, imóveis comerciais, terrenos e fundos imobiliários.

m novos empreendimentos imobiliários é cada vez mais comum o uso de drywall: um sistema industrializado de paredes internas, composto por estrutura de aço galvanizado e chapas de gesso acartonado aparafusadas em ambos os lados.

Bastante utilizado em construções no exterior, o drywall chegou ao Brasil há 20 anos. Por ser limpa, rápida e econômica, a novidade está mudando o conceito de paredes e sendo muito utilizada na construção civil.

Por mais que pareçam fracas, as chapas do drywall possuem dois versos de cartão e por dentro contém gesso aditivado. O pó de gesso nada mais é do que a rocha gipsita desidratada e, em contato com a água, volta a ser pedra.

 

Forro Removível

Forro

O forro drywall é constituído por chapas de gesso para drywall parafusadas em estruturas formadas por perfis de aço galvanizado ou por peças metálicas.

Assim como nas paredes, a forma de montagem e os componentes utilizados permitem configurar o forro para as exigências ou necessidades de cada ambiente, podendo-se variar o número de chapas, as dimensões e a posição da estrutura e ainda o uso ou não de elementos de isolamento térmico ou acústico no seu interior.

Existem quatro tipos de forro drywall: estruturado, perfurado, aramado e removível. Os três primeiros são fixos e proporcionam superfícies monolíticas, sendo executados com chapas com bordas longitudinais rebaixadas, que devem receber tratamento de juntas para uniformização da superfície. O último é executado com chapas com bordas quadradas ou tegulares.

Estruturado

É formado pelo parafusamento de uma ou mais chapas de gesso para drywall (com 1.200 mm de largura) em estruturas de aço galvanizado. A estrutura é suspensa por meio de pendurais. O pendural de uso mais freqüente é composto por um tirante (que é fixado na laje superior) e um suporte nivelador. Há também pendurais compostos de perfis ou fitas metálicas.
O perímetro do forro pode ser executado com cantoneira, no caso de forro estanque, ou tabica, no caso de forro dilatado. Também é possível executar outros detalhes de dilatação perimetral ou no meio do pano do forro.


Perfurado

É uma variante do forro estruturado, porém com o uso de chapas perfuradas, que auxiliam na absorção sonora, que pode ser acentuada com o uso de lã mineral ou de vidro no entreforro (plenum do forro).

Aramado

É formado pela justaposição de chapas de gesso com 600 mm de largura unidas por meio de junções H. É suspenso por arame de aço galvanizado no 18 (1,24 mm de diâmetro). A estruturação é completada com nervuras de chapas de gesso. O perímetro do forro aramado pode ser estanque ou dilatado.


Removível

Formado pela sobreposição de chapas de gesso em perfis do tipo T. A dimensão das chapas varia de acordo com a modulação da estrutura. O forro é composto por uma só camada de chapas, que podem ser removidas para acesso às instalações do plenum.

Para a correta especificação, consultar as Tabelas de Desempenho de Forros Drywall.

Em caso de dúvida, clique aqui para enviar sua consulta à Comissão Técnica da Associação Drywall.

Pintura no Drywall

Verificação da superfície a ser pintada


Para Começar a Pintar o Drywall inicialmente, deve ser feito uma avaliação de superfície, verificando-se a presença de falhas no tratamento das juntas e saliências ou rebaixamento nos pontos das cabeças dos parafusos. Seção recebimento dos serviços. Caso seja observada alguma dessas falhas, deve-se corrigi-las antes de qualquer intervenção.


Preparação da superfície a ser pintada


A correta preparação da superfície para a pintura do Drywall  é de fundamental importância para se obter uma pintura durável e de qualidade. A superfície dos sistemas de pintura no  Drywall é nivelada e lisa, porém apresenta diferenciação de cor, textura e absorção entre as superfícies do cartão e da massa nas regiões das juntas entre as chapas e das cabeças dos parafusos.


Uma forma prática de verificação de secagem total da massa é pressionar a superfície desta com a ponta da unha. Se isso provocar um vinco ou ranhura, a massa não está totalmente seca. Imperfeições rasas podem ser corrigidas com massa corrida látex para interiores.


Após a secagem, as áreas tratadas nas juntas entre as chapas e nas cabeças dos parafusos, devem ser lixadas para eliminação de eventuais rebarbas de massa e pequenas irregularidades, zerando-as em relação à superfície do cartão. Recomenda-se utilizar lixa grana 150 ou 180 aplicada com uma base (um taco de piso, por exemplo), de forma a manter plana a superfície tratada. A superfície geral do cartão não deve ser lixada. Para acabamentos mais sofisticados, pode ser aplicada mais de uma demão de fundo ou massa sobre toda a superfície do sistema. Após a secagem total de cada demão, de acordo com a recomendação do fabricante, toda a superfície deve ser lixada com lixa grana 220/280, também aplicada com uma base, para manter a lixa plana. Ao final de cada procedimento, é necessário eliminar o pó de toca a superfície.


Preparação básica das tintas e complementos


As tintas para pintura no Drywall   e seus complementos devem ser submetidos aos seguintes passos fundamentais para facilitar sua aplicação e garantir que o resultado final seja o esperado.




  • Homogeneização – Agitar todos os produtos antes de serem utilizados, esta homogeneização precisa ser feita de forma a garantir que todo o conteúdo da embalagem esteja perfeitamente uniforme.

  • Diluição – Observar as especificações dos produtos nas embalagens e seguir as informações indicadas para diluição.



Tinta


A tinta para pintura no Drywall  é uma composição química formada por uma dispersão de pigmentos, numa solução ou emulsão de um ou mais polímeros. Ao ser aplicada na forma de uma película fina sobre uma superfície, se transforma em um revestimento a ela aderente, que colore, protege e embeleza.


Nesta cartilha serão abordadas somente tintas recomendadas para aplicação em paredes, forros revestimentos em Drywall.


A superfície do Drywall para pintura   pode receber tipo de tinta que atenda as especificações da Norma ABNT NBR 15079 – Tintas para construção civil – Especificação dos requisitos mínimos de desempenho de tintas para edificações não industriais – tintas látex nas cores claras.


Cores escuras, quando aplicadas na parte interna da construção, protegida das intempéries, seguem as mesmas especificações da forma acima.


Componentes


Os componentes básicos das tintas são: resinas, pigmentos, diluentes e aditivos.




  • Resinas



As resinas são responsáveis pela formação da película protetora na qual se converte a tinta depois de seca.


Existem vários tipos de resinas. As tintas látex (PVA e acrílicas) e seus complementos (massas e fundos), por exemplo, utilizam resina do tipo (PVA) acetato de polivinila, poliacrílicos puros, copolímeros acrilo-estireno, vinil acrílico, etc. já as tintas epóxi e poliuretanas utilizam a resina epóxi e poliuretanos, respectivamente.




  • Pigmentos



Os pigmentos são partículas (pó) sólidas e insolúveis. Podem ser divididos em dois grandes grupos: ativos e inertes. Os pigmentos ativos conferem cor e podem de cobertura à tinta, enquanto os inertes (ou cargas) proporcionam lixabilidade, dureza e consistência, entre outras características.




  • Diluentes



Os diluentes, também chamados de solventes, são líquidos voláteis utilizados nas diversas fases de fabricação das tintas e possibilitam que o produto se apresente na forma liquida e sempre com o mesmo padrão de viscosidade. Eles são empresados para conferir à tinta as condições ideais de pintura no drywall , visando facilitar sua aplicação, seu alastramento, etc.


Nos produtos látex, a fase liquida é a água, que também é utilizada na sua diluição.




  • Aditivos



Aditivos são componentes que participam em pequena quantidade na composição de tinta, porem podem modificar significativamente as suas propriedades. Os aditivos mais comuns são: secantes, antiespumantes, antissedimentantes, antipele, bactericidas e fungicidas.



Fundo


Fundo, também chamado de primer ou selador, tem a finalidade de preparar as superfícies, corrigindo defeitos que o substrato apresenta e/ou uniformizar a absorção da superfície, proporcionando durabilidade à pintura no Drywall  e economia de tinta de acabamento.



Massa


Massa é o produto que tem a finalidade de regularizar defeitos e imperfeições da superfície. As massas devem atender os requisitos da Norma ABNT NBR 15348 Tintas para construção civil – Massa niveladora monocomponente à base de dispersão aquosa para alvenaria.


Nível S – Superior


Caracterização: A pintura no Drywall , quando submetida à incidência de luz natural e/ou artificial, normal ou intensa rasante, deve apresentar excelente acabamento, não sendo aceita nenhuma imperfeição.
Exemplos de utilização: Ambientes residenciais e comercias de alto padrão.


Procedimentos de aplicação:




  • aplicar fundo pigmentado diluído, conforme recomendação do fabricante.

  • Aplicar uma ou duas demãos de massa nivelada para alvenaria (massa corrida) em toda a superfície a ser pintada e deixar secar, conforme recomendação do fabricante.

  • Lixar toda a superfície com lixa grana 220/280 aplicada numa base, para manter a lixa plana. Eliminar o pó em toda a superfície.

  • Aplicar duas ou três demãos de tinta Premium diluída e deixar cada demão secar, conforme recomendação do fabricante.



Textura – Nível Único


Procedimentos de aplicação:




  • Aplicar fundo pigmentado diluído e deixar secar, conforme recomendação do fabricante.

  • Aplicar uma ou duas demãos de textura. No caso de duas demãos deixar secar, de acordo com a recomendação do fabricante, antes de aplicar a segunda.



Observação:


Dentro de um mesmo nível de acabamento poderão ocorrer variações de qualidade em virtudes da Mao de obra de aplicação, bem como a capacidade de cobertura da tinta, conforme verificado nas avaliações.


Qualidade de acabamento


Passos:


Nível M – Mínimo


Caracterização: A pintura no Drywall , quando submetida à incidência de luz normal, natural ou artificial, deve apresentar bom acabamento, porem são aceitáveis pequenas imperfeições localizadas.
Exemplos de utilização: Ambientes residenciais populares, comerciais, depósitos e locais onde se deseje um bom acabamento com baixo custo.


Procedimentos de aplicação:




  • Aplicar tinta econômica diluída a 50% como fundo e deixar secar, conforme recomendação do fabricante.

  • Aplicar duas ou mais demãos de tinta econômica diluída, conforme recomendação do fabricante.

  • A cada demão aplicada deixar secar, conforme recomendação do fabricante, antes da aplicação da demão seguinte.



Nível I – Intermediário


Caracterização: A pintura no Drywall , quando submetida à incidência de luz normal, natural ou artificial, deve apresentar bom acabamento sem imperfeições.
Exemplos de utilização: Ambientes residenciais e comerciais de médio padrão.


Procedimentos de aplicação:




  • Aplicar fundo pigmentado diluído e deixar secar, conforme recomendação de fabricante.

  • Aplicar duas ou três demãos de tinta Standard diluído, conforme recomendação de fabricante.

  • A cada demão aplicada deixar secar, conforme recomendação do fabricante, antes da aplicação da demão seguinte.



 

Aplicação Drywall

Construção Drywall - Sistemas, componentes e isolamentos Sistema construtivo para paredes, forros e revestimento em drywall pode se adequar a diferentes aplicações. Conheça os principais sistemas disponíveis e requisitos para especificação

Indicados para a construção de paredes e forros, os sistemas de drywall podem ser utilizados em aplicações variadas, de residências a salas de cinema, passando por escritórios e espaços comerciais. O desempenho do material, em relação à acústica e à resistência mecânica, por exemplo, pode ser modulado de acordo com a exigência do projeto. Para tanto, podem ser combinadas chapas simples ou duplas, diferentes tipos de perfis e isolantes minerais.

Um aspecto fundamental relacionado à especificação do sistema a seco é o atendimento às normas técnicas de projeto e execução. O drywall hoje é um sistema normatizado pela ABNT NBR 15.758:2009 - Sistemas Construtivos em Drywall, que descreve claramente todos os procedimentos executivos de montagem dos sistemas e traz um capítulo específico com orientações sobre recebimento dos serviços, destaca o engenheiro e arquiteto Olavo Fonseca Filho, diretor do grupo Sonar. A norma é dividida em três capítulos: um dedicado às paredes, outro que discorre sobre os forros e uma terceira parte específica sobre os revestimentos em gesso.

Conformidade dos componentes
Chapas de gesso, perfis estruturais de aço galvanizado, massas e fitas para tratamento de juntas, assim como parafusos e acessórios para drywall, devem cumprir com rigor o que está definido nas normas técnicas. "Além de facilitar a montagem de paredes, forros e revestimentos, o cumprimento às normas previne patologias e, consequentemente, o retrabalho exigido para repará-las. Sem contar que salvaguarda o construtor de sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor", diz Carlos Roberto de Luca, gerente técnico da Associação Drywall.

A Associação, que reúne os fabricantes de placas de drywall com fábricas no Brasil, recomenda especial cuidado na aquisição e aplicação dos perfis estruturais de aço galvanizado. As características desses componentes são definidas na NBR 15.217:2009 - Perfis de Aço para Sistemas Construtivos em Chapas de Gesso para Drywall - Requisitos e Métodos de Ensaio. Luca explica que perfis em desacordo com essa norma (com espessura de chapa inferior à definida, que é de 0,5 mm no mínimo, e galvanização inferior a 275 g/m²) podem comprometer a durabilidade, a resistência e acarretar patologias.

Vinculado ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H) do Ministério das Cidades, o Programa Setorial da Qualidade dos Componentes para Sistemas Construtivos em Chapas de Gesso para Drywall (PSQDrywall) possibilita a identificação da conformidade dos componentes dos sistemas drywall. A relação das empresas que produzem segundo as normas vigentes é publicada periodicamente no site do Ministério e também no site do PSQDrywall (www.qualidadedrywall.org.br).

Componentes do sistema drywall

CHAPAS DE GESSO  PERFIL DE AÇÕ GALVANIZADO  PARAFUSOS  MASSAS E FITAS

Fixações
A fixação dos perfis metálicos nos elementos construtivos pode ser realizada com buchas plásticas e parafusos com diâmetro mínimo de 6 mm; rebites metálicos com diâmetro mínimo de 4 mm; ou fixações à base de tiros com pistolas específicas para essa finalidade.

As fixações dos componentes dos sistemas drywall entre si se dividem basicamente em dois tipos: fixação dos perfis metálicos entre si (metal/metal) e fixação das chapas de gesso sobre os perfis metálicos (chapa/metal).

Principais sistemas para paredes
A parede standard é formada pelo aparafusamento de uma ou mais chapas de drywall em perfis de aço galvanizado. O espaço interno criado entre as chapas propicia a passagem de instalações elétricas, hidráulicas e a incorporação de elementos acústicos e de resistência.

Paredes para grandes alturas são formadas por duas linhas de estruturas de perfis de aço galvanizado interligadas por recortes de chapas, perfis da estrutura ou amortecedores acústicos, que eliminam a transmissão sonora. São compostas por mais de uma camada de chapas. Autoportantes, dispensam a necessidade de vigas e a utilização de estruturas auxiliares.

Paredes acústicas são montadas a partir de duas linhas de estruturas independentes. Também podem ser montadas por meio de cantoneiras, que substituem as guias. Indicadas para ambientes onde as necessidades de isolamento são fatores determinantes, podem atingir índices de desempenho acústico superiores com a utilização da lã mineral em seu interior. Para se ter uma ideia, paredes compostas por chapas duplas de 12,5 mm oferecem isolamento equivalente ao de uma parede de blocos maciços com 90 mm de espessura, ou seja, cerca de 35 dB a 37 dB.

 

Forros e Paredes em Drywall Curitiba

Drywall é o sistema para construção de paredes e forros que combina estruturas de aço galvanizado com chapas de gesso de alta resistência mecânica e acústica, produzidas com rigoroso padrão de qualidade. Sua versatilidade também permite que possam ser curvas ou retas e receber qualquer tipo de acabamento: pintura, azulejo, laminado plástico e até mesmo o mármore.

Os sistemas Drywall podem ser utilizados em paredes, tetos, forros e revestimentos – cada um com suas características adequadas aos diferentes tipos de projetos e ambientes. Existem além do Drywall convencional, temos Drywall VERDE ou RU “Resistente a Umidade” e Drywall Rosa “Resistente ao fogo”As paredes de gesso drywall permitem instalações elétricas e hidráulicas através do sistema de fixação a pólvora em tetos ou aparafusadas em perfis de aço galvanizado. Além disso, adaptam-se a qualquer estrutura, como aço, concreto ou madeira.

construção em Drywall é utilizada mundialmente na interiorização de ambientes. Construir com Drywall tornou-se uma alternativa rápida para acabamento interior contrastando com as antigas técnicas tradicionais de aplicação de gesso, que envolvia muita mão-de-obra onerosa para aplicar todas as camadas necessárias.

Drywall, pelo contrário, exige muito menos menos mão-de-obra. Este novo processo de construção necessita de menos tempo de trabalho e secagem, fazendo jus ao seu nome para os painéis utilizados na montagem.

Placa Cimentícias em Curitiba


Placa Cimentícia em Curitiba   é a solução ideal como elemento de fechamento de paredes estruturais, paredes de vedação e fachadas. Pode ser utilizada em ambientes externos e internos, com acabamento em pintura ou cerâmica. Este modelo é indicado para divisórias leves, forros, dutos de ar-condicionado.


As placas cimentícias em Curitiba algumas  são ecológicas, 100% reutilizáveis, resistem ao ataque de cupins e micro-organismos, têm alta resistência a impactos, elevada durabilidade, são incombustíveis e concedem bom isolamento termoacústico. Estas recebem um tratamento impermeabilizante que garante menor absorção de umidade e maior estabilidade dimensional, dispensando impermeabilização adicional na obra. Além de ter o melhor produto, você faz economia.


Locais impróprios para aplicação das placas cimentícias em Curitiba   - Locais mergulhados em água - Locais mergulhados em substâncias aquosas ou oleosas; - Locais expostos a substâncias químicas e corrosivas; - Saunas, - Piscinas térmicas; - Revestimentos de churrasqueiras; - Revestimento de fornos; - Revestimento interno de camaras frias; - Parapeitos e vãos de janelas e portas; - Paredes curvas; - Fachadas Ventiladas.


1. É importante lembrar que as Placas Cimenticias em Curitiba tem o intuito único de revestimento, e não se aplicam de forma estrutural.


2. As placas  possuem resistência a umidade, porém essa resistência só permanecerá se forem respeitados todos os passos de utilização, aplicação e manuseio do material além da utilização correta dos componentes do sistema contidos neste manual.


ARMAZENAGEM E MANUSEIO • Verificar no recebimento da carga, a integridade das chapas antes do descarregamento; • Descarregar as chapas sempre em 2 pessoas uma de cada lado, na posição vertical;


• Empilhar as chapas em pallets, em pilhas de no máximo 1 metro de altura; • O comprimento dos apoios deve ser igual à largura das chapas; • Não empilhar chapas curtas em conjunto com chapas longas ou fora de alinhamento;


• Não apoiar materiais, sentar, pisar ou colocar materiais em cima das chapas armazenadas; • Armazenar as chapas com a superfície polida para cima, nunca em atrito com a face polida da outra chapa; • Verificar a resistência da laje e a capacidade da empilhadeira em função do peso das chapas;


• Nos locais potencialmente sujeitos à chuva, sol e umidade as chapas deverão ser protegidas com uma lona plástica e em locais cobertos.


Um projeto de interiores para ser bem executado tem que prever o espaço e as necessidades dos usuários devem nortear as decisões

do projeto e são as primeiras informações que devemos ter antes de iniciar um projeto.

Sem harmoniza-las o projeto não terá sucesso:  Nada adianta atender todas as necessidades em um espaço entulhado de itens que não permitem uma boa circulação Ou conseguir um espaço com itens bem dimensionados para o espaço, mas que não atendem todas as atividades que nele serão executadas.

A decisão em relação a estes elementos depende do espaço, do que se deseja enfatizar ou “esconder” (podemos querer disfarçar uma sala alta demais, por exemplo, para aumentar a sensação de aconchego – linhas horizontais ajudam a conseguir este efeito) e do clima que o cliente deseja que o ambiente possua (na mesma sala alta, se  o cliente deseja mostrar imponência e não aconchego, linhas verticais fazem o teto parecer mais alto ainda, o que ressalta a sensação de imponência no ambiente).

 

Sancas e forros em Gesso em Curitiba

As sancas de gesso são decorações feitas geralmente nos tetos dos ambientes, como nas salas de estar, sala de jantar, banheiros, hall de entrada, quartos ou qualquer outro ambiente que se deseje fazer um rebaixamento de teto com sancas de gesso.De diversos tamanhos e formatos, os modelos de sancas de gesso são uma decoração indispensável para quem quer deixar sua casa com um toque moderno e elegante.

Uma sanca de gesso pode ser fechada, aberta, ou invertida, podendo serem em curvas ou retas, lisas ou com detalhes, variando conforme o gosto de cada cliente.

 

Gesso é uma ótima dica de como deixar sua sala mais charmosa, seu quarto melhor iluminado. Mas você sabe a diferença da sanca para o forro de gesso? Conhece os tipos de sanca: fechada, aberta ou invertida? Sabe como chamam os como iluminação embutida direta ou indireta? Entenda de uma vez por todas o que são as sancas de gesso e como podem ser usadas na decoração da sua casa.

Quando pensamos na reforma e decoração de uma casa, um ponto de extrema importância é o teto, pois ele ajuda a determinar o tamanho e a iluminação do ambiente. Hoje em dia um imóvel novo apresenta tetos mais baixos, o que pode dar sensação de que o ambiente é menor do que realmente é. Para disfarçar essa altura e ajudar a distribuir a iluminação de maneira que o cômodo fique mais confortável, podemos lançar mão do uso da sanca de gesso.

Drywall em Curitiba tecnologia

 

 

Drywall em Curitiba  Tecnologia

Autor: Eng. Luiz Antonio Martins Filho

22/09/2010

A tecnologia construtiva drywall em Curitiba cumpre todos os requisitos de acústica, resistência mecânica e comportamento ao fogo expressos na Norma de Desempenho de Edificações (ABNT NBR 15575), em vigor desde 12 de maio.

A tecnologia construtiva drywall em Curitiba cumpre todos os requisitos de acústica, resistência mecânica e comportamento ao fogo expressos na Norma de Desempenho de Edificações (ABNT NBR 15575), em vigor desde 12 de maio. Essa norma traz um avanço: determina os índices de desempenho mínimo, intermediário e superior dos sistemas construtivos e seus componentes ao longo de sua vida útil, enquanto as normas anteriores apenas prescreviam as características de cada material. Esse novo conceito coloca o drywall em vantagem, “devido à sua modernidade”, afirma o Eng. Luiz Antonio Martins Filho, gerente executivo da Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall em Curitiba.

Martins explica que o drywall em Curitiba foi criado há mais de um século nos Estados Unidos e passou a ser utilizado regularmente há mais de 80 anos na Europa: “Com isso, estava plenamente desenvolvido em termos tecnológicos ao chegar ao Brasil, ainda na década de 1970, e principalmente a partir de meados dos anos 1990, quando teve seu uso intensificado no país. Apenas foi necessário adaptá-lo à nossa realidade por meio da elaboração de normas técnicas e ensaios locais, processo já concluído com êxito”. E completa: “No Brasil, o drywallEM Curitiba  é o único sistema construtivo para vedações internas (paredes, forros e revestimentos) totalmente embasado em normas técnicas, o que o diferencia das demais tecnologias empregadas com a mesma finalidade”.

Conformidade
O comportamento do sistema drywall em Curitiba em relação aos diferentes quesitos da Norma de Desempenho é explicado pelo consultor técnico da Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall, Carlos Roberto de Luca, que esclarece: “Para que os desempenhos especificados sejam alcançados, deve ser obedecida a Norma de Projeto e Montagem desse sistema (ABNT NBR 15758), que oferece todas as orientações para a correta aplicação da tecnologia drywall em Curitiba em várias situações”. Alguns exemplos são apresentados a seguir.

 

 

Seguidores

Zopim